Como surgiu o horóscopo ?

Posted on 26 de janeiro de 2007

9


horoscopo.jpg

O que é um Horóscopo ?

Todos estamos acostumados ao horóscopo de jornal, peça da cultura inútil, segundo uns, ou ferramenta indispensável para se começar um dia, segundo outros. O horóscopo é o primeiro, e muitas vezes único, contato das pessoas com a astrologia. Apesar de muitas pessoas hoje em dia terem contato com “manuais” que descrevem os signos, e com a internet, essas fontes são em geral divulgadoras de péssima astrologia, daquela que é misturada com boas doses de “na minha experiência” (tradução: eu que inventei) e “todo mundo sabe que” (tradução: “ouvi falar disso em algum lugar, mas não lembro onde”).

Ou seja, apesar de muita gente defender o horóscopo de jornal, a verdade é que ele dificilmente é um caminho para conhecimentos mais profundos. Mas o fato é que ele rende uma graninha estável pros astrólogos que escrevem. Quando são astrólogos, é claro. Até meu pai, quando trabalhou no jornal, já escreveu horóscopo ! Ele substituía o “astrólogo” oficial (outro jornalista) quando esse estava de férias. O oficial inventava o horóscopo da cabeça dele, e meu pai, que era mais preguiçoso (ou como ele diria “prático”) simplesmente pegava o horóscopo da semana anterior e publicava de novo…

Mas nem sempre foi assim… antes do final do século 19/começo do 20, não existia essa história de horóscopo de jornal. Durante boa parte da antiguidade a astrologia foi uma espécie de “profissão liberal” para os que atendiam os ricos, ensinada nas universidades como parte do conhecimento da época. (Em geral hoje em dia, em história da educação, mudam o nome para “astronomia” para dar status à essa, mas na prática era astrologia mesmo…). Afinal de contas, para várias profissões, como a medicina, a astrologia era “matéria obrigatória” pra passar de ano ! E, dessa maneira, se você queria uma previsão de um astrólogo, ele faria um estudo individualizado para você, interpretando sua carta astral.

Na verdade a palavra “horoskopos” significa ascendente, que é a casa 1 de uma carta astral, e depois foi raptada para significar as previsões de jornal.

A industrialização da Astrologia.

Em administração e economia, é impossível não estudar o Fordismo, método de produção que revolucionou o mundo e criou a sociedade de consumo. Ford criou coisas simples, como a linha de montagem e as peças padronizadas, que permitiam que ele colocasse trabalhadores não especializados trabalhando da forma mais eficiente (e chata) possível.

Pois muito antes disso, em 1889, Ford foi antecipado pelo astrólogo Alan Leo. Suzel Fuzeau Braesch conta as aventuras comerciais desse senhor:

“Teósofo por um lado, Léo mostraria, por outro, um grande tino comercial. Com Lacey, ofereceu, pela primeira vez, horóscopos gratuitos aos assinantes do Astrologer´s Magazine. O sucesso foi grande, mas o trabalho, como se pode imaginar, tornou-se imenso (…)

[Alan Leo] dirigiu o que se poderia qualificar de a primeira empresa astrológica do mundo, com uma dezena de empregados para realizar os cálculos e redigir os textos. A empresa prosperou durante os primeiros anos antes do novo século [vinte]. Léo conseguiu aperfeiçoar uma técnica de confecção maciça de horóscopos, graças a textos pré-fabricados para cada tipo de mapa e a uma máquina copiadora. (…) “

Agora podemos entender alguns dos elementos que fizeram o horóscopo ser o que ele é hoje !

Em primeiro lugar a necessidade de Alan Leo de fazer grandes previsões padronizadas para grupos gigantescos de pessoas necessitava que essas previsões fossem esquemáticas, vagas, e genéricas o suficiente para que todos se identificassem nelas. Assim, nasceu a mania da astrologia moderna de não fazer previsões, e sim falar de “tendências psicológicas”, em geral de maneira elogiosa, pra que ninguém se sinta ofendido ou decepcionado.

Em segundo lugar isso explica porque o Sol, que nunca teve um papel fundamental dentro da astrologia da personalidade, repentinamente foi elevado ao centro do espetáculo, deixando pra trás a Lua e o Ascendente, que sempre foram considerados mais importantes que ele nesse ponto. Para saber o Ascendente necessitamos saber com precisão a hora de nascimento. Até mesmo para saber em que signo a lua estava necessitamos de uma tabela acurada para cada dia de cada ano !

Mas com o Sol não… uma tabela simples, de meia página, e qualquer tonto pode descobrir qual é seu signo solar. Esse é um daqueles casos que a necessidade da técnica veio antes dela ter qualquer justificativa teórica !

Você pode perguntar agora “tá, entao o horóscopo surgiu pra ganhar dinheiro… mas ele funciona ? E como se calcula um ?” Mas isso é assunto pra outro dia.

Artigos Relacionados:

Escola de Astrologia “Jack o Estripador”

Que planeta mostra minha personalidade ?

Adianta prever o que já aconteceu ?

Anúncios