Como encontrar o temperamento?

Posted on 2 de fevereiro de 2007

3


4_elements.gif

Qual o meu temperamento ? Como calcular o temperamento na astrologia ? Sou colérico, fleumático, sanguíneo ou melancólico ? Essas são as dúvidas mais comuns sobre o tema, que hoje vamos responder.

O que é o temperamento ?

O temperamento, como já discutimos antes, é a constituição básica do ser humano, um pouco diferente da personalidade, já que a personalidade é bem mais dependente do contexto e da criação. Personalidade temos depois de crescidos, o temperamento temos mesmo nos primeiros meses de vida, algumas crianças mais curiosas, outras retraídas, etc. A criação do conceito de temperamento é atribuida a Hipócrates e sua teoria dos 4 humores, cada um relativo a um dos quatro elementos de Empedocles: fogo, água, ar e terra. Suas características específicas e sua relação com outros sistemas, como o de Erich Fromm, podem ser vistas aqui.

Método para calcular o temperamento

Existem na verdade diversos métodos para se calcular o temperamento. Não temos tempo pra examinar todos os métodos ou discutir “qual o melhor”, se é que isso existe. Aqui se desenha o esboço e fica ao leitor e a futuros artigos a tarefa de profundização.

A astrologia moderna e o temperamento

Na astrologia moderna, que é a que a maioria das pessoas conhece, o temperamento foi quase esquecido. Um dos motivos para isso pode ser a quase total ênfase da nova astrologia apenas nos aspectos da personalidade. Se você vai falar por uma hora e meia com um cliente sobre a mãe dele, porque gastar tempo com o básico ?

Assim, a única coisa mais parecida com o “cálculo do temperamento” na astrologia moderna é aquele feito pelo computador, como se encontra abaixo:temperamento-metodo-moderno.GIF
Esse é o corte de uma típica página do astro.com, um excelente site que faz mapas astrais gratuitos e com qualidade. Note na tabela da direita as letras C, F, M, que são relativas as características dos signos, cardinal, fixo e mutável, e também na vertical as letras F, A, E, W que representam respectivamente, fogo, ar, terra e água.

Qual o erro dessa abordagem ? Ela é uma abordagem destitída de técnica e sutileza, simplesmente contou TODOS os planetas (e incluiu até o asteróide quiron e o nodo lunar), viu em que signo cada um estava e contou um ponto para o elemento. Se Plutao estava em Libra, ponto para o elemento ar, etc.

Desculpe, mas abordagem “vale tudo” é típico trabalho mal feito. Urano, Netuno e Plutao passam anos em um signo, e portanto iriam “torcer” o temperamento das pessoas conforme sua geração. Se acha que Quíron afeta o temperamento, então porque não adicionar também Ceres, Juno, e todos os milhares de asteróides, como Frank Zappa ? Quem disse que, mesmo os planetas pessoais, como sol e vênus, contribuem de maneira “democrática” ao temperamento ?

Temos então que definir um método, significando com isso um conjunto de procedimentos e critérios lógicos que sejam mais interessantes do que simplesmente contar tudo que tem no mapa. O método que eu uso, e como disse, não é o único, é mais baseado nos renascentistas, e considera o ascendente, os dois luminares (sol e lua) e o regente do ascendente. Veja que não estamos aqui escolhendo “qualquer um” e sim os planetas que realmente contribuem para o assunto. Os luminares são o coração do espírito, e o ascendente e o seu senhor refletem o corpo físico.

Para não deixar esse post gigantesco, como tem acontecido, estou dividindo a explicação em dois posts. A parte dois sai amanhã, com os passos explicados um a um através de figuras, o que tornam o post mais grande que o normal.

Anúncios
Marcado:
Posted in: Mapa natal