Transitos Planetarios

Posted on 7 de fevereiro de 2007

4


transitos astrologicos

O que são os trânsitos astrológicos ?

O que é a técnica dos trânsitos planetários ? Como funcionam os trânsitos ? O conceito dos trânsitos é muito fácil de entender: como sempre, o mais difícil é interpretá-los !

O trânsito é simplesmente comparar a posição atual de um planeta com algum tipo de mapa astral, em geral o mapa do nascimento de uma pessoa. Quando esse planeta, no seu movimento normal pelos céus, faz um aspecto sobre algum planeta ou ponto importante do seu mapa, temos um trânsito planetário.

Vamos supor que você nasceu com ascendente em 15 graus de câncer. Quando saturno estiver em 15 de câncer, diríamos que seu ascendente está sofrendo uma conjunção (os dois planetas estão a 0° no círculo do zodíaco) com saturno. Os outros aspectos mais importantes são o sextil (60°), o trígono(120°), a quadratura(90°) e a oposição (180°). Assim, Júpiter pode estar em oposição a vênus nos céus de hoje, mas isso não seria um trânsito ! Para ser um trânsito, o planeta tem que estar fazendo aspecto a uma posição “antiga” de um planeta, ou seja, em um mapa astral passado, e não o atual.

Para que servem os trânsitos planetários?

Os trânsitos em astrologia são provavelmente a técnica de previsão mais rudimentar, mas também é a mais utilizada, principalmente por astrólogos modernos, devido a sua simplicidade, principalmente. Infelizmente, como discutiremos abaixo, os trânsitos estão entre as técnicas mais vagas e ambíguas que existem.

A tradiçao, pelo menos no ocidente, nunca colocou os trânsitos no pedestal das técnicas preditivas, como se vê nos dias de hoje. Os planetas tradicionais transitam relativamente rápido por uma carta, o mais lento é saturno, que demora uns 29 anos para dar uma volta completa no zodíaco, fazendo assim todos os aspectos possíveis a todos os pontos do mapa, sendo assim mais úteis para previsões de curto prazo. Para se prever em longos prazos era usado a combinação de firdaria, revolução solar e profecções. Já os astrólogos modernos dependem quase que exclusivamente dos planetas geracionais, urano, netuno e plutão em suas delineações, e assim não é de surpreender que usem muito os trânsitos desses planetas, muito lentos. Urano, que é o mais rápido dos três, demora 84 anos para dar uma volta no zodíaco.

Quais os trânsitos mais importantes ?

Como dito acima, pela própria natureza, os trânsitos têm uma importância inversa à sua velocidade. A lua é o mais rápido de todos os planetas, e completa uma volta em menos de um mês. Qualquer trânsito que ela faça estará em vigor por poucas horas. Já os geracionais podem ficar irritando por anos, com seu contínuo ir e vir, sempre voltando pro mesmo ponto.

Os trânsitos também tem uma importância maior quando afetam os pontos mais pessoais do mapa: o ascendente, o Meio do Céu, o Sol, a Lua, a parte da fortuna. Depois viria os outros planetas. Aspectos de planetas, rápidos ou lentos, para o seu urano natal devem ser desconsiderados, pois essa posição é relativa à sua geração.

Problemas e limitações

O trânsito dificilmente pode ser considerado a ferramenta mais exata de previsão. Talvez devido a isso, muitas pessoas acabam usando como “ferramenta psicológica”, ou seja, falando apenas sobre a variação emocional do indivíduo ao longo do tempo. A Bernadette Brady defendeu por um tempo (já pode ter mudado de opinião, pois hoje ela mexe principalmente com astrologia antiga) que os trânsitos funcionavam como um mecanismo de “múltipla escolha”: não sei o que vai acontecer, sei apenas a “natureza” do que vai acontecer. Ou seja, um trânsito, sem outra técnica, só diz a natureza do evento, sem muita particularização.

A interpretação do Robert Hand sobre esse fenômeno é, para mim, um pouco arbitrária, dando o exemplo da atriz que passou de maneira bem sucedida por trânsitos pesados quando ela atuou numa peça que representava o mesmo simbolismo. Isso novamente deixa um espaço ao “livre arbítrio” que é exagerado comparado com o que o senso comum diz. Pela astrologia tradicional, se você se aproxima de um periodo difícil, economize, aperte o cinto, faça um plano de saúde. Também usa muito a magia, através de talismãs e mantras (no caso da astrologia védica). A astrologia moderna acredita que esses períodos difíceis podem ser revertidos única e exclusivamente através da força de vontade e do otimismo (magia ?). Nessa visão pós-moderna de Hand, poderia-se reverter o destino entrando num grupo de teatro amador ? Se observamos trânsitos maléficos para nossa mãe, o correto seria fazer uma representação teatral de sua morte ?

Eu considero a conclusão de Hand no mínimo apressada e, apesar de poder ser verdade, claro, devemos primeiro observar os aspectos técnicos de qualquer previsão astrológica, antes de começar a tirar grandes conclusões sobre a natureza da vida e do universo.

Na próxima parte desse artigo, examinaremos a questão técnica dos trânsitos. Será que a técnica está completa ? Que outros elementos poderiamos adicionar para melhorar nossa delineação do trânsito ?

Artigos Relacionados

Anúncios