Teste 130 – Continuacao

Posted on 5 de março de 2007

6


astrologia e previsoes

“Madame Zola – dou segunda opinião em Biscoitos da Sorte”

Astrologia Preditiva

O astrólogo australiano, Dymock Brose coloca, todos os meses, um novo teste de astrologia em sua página. O teste não tem o objetivo de “provar a astrologia” ou qualquer bobagem como essa, como “ver qual o melhor sistema”, etc. O objetivo é que cada um tente melhorar sua técnica, aplicando sua teoria num evento que desconhece.

Como já discutimos algumas vezes, é muito fácil “prever pra trás“. Aplicar um novo método na carta de Hitler e comparar com eventos históricos é fácil. Sempre acontece alguma coisa, principalmente com métodos que permitem 35 eventos astrológicos por ano. O difícil é prever pra frente, e se errar, não colocar a culpa no “livre arbitrio”.

Na primeira parte desse artigo, comecei a delinear a carta do Teste 130. Também convidei o Ricardo Flige e o Rodolfo Veronese pra fazerem suas tentativas, e assim os leitores poderem comparar técnicas. É claro que num teste de 5 alternativas, é possível que a pessoa usando uma técnica errada e acertar por pura sorte, e vice-versa, ou seja, o mais importante aqui é o processo de raciocínio. O Ricardo e o Rodolfo já publicaram suas respostas, mas eu ainda não li, para não me influenciar.

Espero que essse exercício sirva pra mostrar um princípio básico de astrologia: qualquer iniciante pode, com algumas dicas, começar a entender se um determinado período vai ser bom ou mal. E, com um pouco mais de prática, aprende a determinar os anos mais importantes. O problema principal na previsão é sempre o de prever o que não aconteceu ! Nós não prevemos doença, isso é fácil demais, o difícil é saber se foi mesmo doença ou se foi uma morte na família, ou um atropelamento, etc, etc. O difícil do trabalho é eliminar as hipóteses falsas. É por isso que é uma porcaria qualquer astrologia baseada em “ah, está vendo a carta do Hitler, se a gente aplicar a técnica, o resultado é 100%” porque o dificil é eliminar o que não aconteceu….

Teste 130 – Relembrando

Um evento importante aconteceu na vida desse homem, no Rio de Janeiro em 6 de Novembro de 2003:

  1. Ele perdeu seu trabalho.
  2. Sua casa pegou fogo.
  3. Sofreu uma cirugia.
  4. Sua parceira o deixou.
  5. Foi preso por tráfico de cocaína.

Na primeira parte eliminei as hipóteses 2 e 5 como sendo pouco prováveis. As outras são mais complicadas e precisam de uma análise mais forte.

Quem está tentando os testes do Dymock pela primeira vez (isso vale pra vocês também, Ricardo e Rodolfo) tem que ter em conta que o teste não é 100% justo !

Vamos supor que o teste fosse feito por um leigo, algum zé mané que quisesse “desprovar” a astrologia, o que ele faria ? Ora, criaria hipóteses aleatórias, como por exemplo: “ganhou na loteria ?”, “viajou para Disney”, “morreu a mãe”, metade delas boas e a outra metade má. Mas como o Dymock é cobra criada, ele conhece todos os métodos mais conhecidos, e cria as alternativas falsas dele justamente a partir do retorno solar, progressões, etc, tornando o teste muito mais dificil do que se fosse feito por um leigo.

No exemplo desse mapa, ele deixou todas as alternativas “más” porque nenhum astrólogo iria apostar numa alternativa positiva. Um leigo teria tornado o teste muito mais fácil do que o Dymock.

Vendo o longo prazo

Como as três alternativas restantes são mais difíceis, vou começar com um delineamento do longo prazo. Peço perdão se nem todo o vocabulário for compreensível para o leitor, porque não tenho espaço pra esclarecer todo procedimento em detalhe, mas as palavras em itálico são conceitos técnicos que trabalharei no futuro.

Para ver como está a vida do homem, a gente começa com a delineação de longo prazo. Começo com a Progressão do Ascendente através dos termos egipcios. Astrólogos modernos se preocupam apenas com aspectos para o ascendente progredido, mas Abu Mashar ensinava que o mais importante de tudo é ver qual é o regente do termo em que o ascendente está. Em segundo lugar, vemos qual planeta natal está aspectando o ascendente progredido.

progressao-ascendente-pelos-termos.jpg

No mapa acima (na parte central temos o mapa natal, e na parte exterior temos o mapa progredido) vemos que o Ascendente progredido está em 24 de Touro (na parte de baixo). Se olharmos numa tabela, veremos que esse grau se encontra nos termos de Saturno. Também se pode ver que o último planeta natal que fez aspecto com o ascendente progredido foi Júpiter (acima, em 19 de Capricórnio).

Saturno é um maléfico natural, ou seja, ele naturalmente traz para a vida coisas que não gostamos, e nesse mapa muito mais, pois Saturno está em sua queda em áries e retrógrado. Saturno rege as casas 11 e 12, dividindo sua significação entre coisas boas e más. Júpiter, apesar de estar em sua queda em Capricórnio, é um benéfico e vai tentar ajudar no que puder, portanto o período não vai ser de todo mal. Se fizermos o Retorno Solar do ano que Saturno assume a distribuição, vemos que ele está no Décimo signo, gêmeos, no qual tem alguma dignidade, mas cadente, prometendo apenas honras passageiras.

O segundo nível de previsão (veja que estamos indo do longo prazo ao curto) é a firdaria. O homem se encontrava na firdaria de Marte, outro maléfico natural, mas ao contrário de saturno, marte está muito bem posicionado na carta natal, no 11o signo, na casa da profissão, em seu signo de exaltação, conjunto um benéfico.A sub-firdaria é de Marte-Mercúrio: marte está fortemente ligado à carreira desse homem, mais mercúrio está conectado a casa 7 dos casamentos, então diria que essas são as duas hipóteses mais prováveis.

A técnica da Carta Diária

Uma outra técnica para verificar é a Carta Diária: basicamente é uma carta na qual o Sol estava na mesma posição no céu que em seu nascimento. Para facilitar, em geral pode-se usar o mesmo horário de nascimento para o dia atual, e procuramos principalmente por trânsitos dos planetas pelos ângulos da carta. No caso do teste 130 vemos que Saturno (quase em sua estação) está passando pelo ângulo inferior da carta (IC). Saturno nessa carta rege a casa 10, 11 e a 7 (almuten). Isso nos deixa como suspeitos a opção do desemprego e da separação, já que se fosse realmente um problema de cirurgia, esperaríamos uma ênfase maior nas casas 8 (cirurgia) e 12 (hospitalização).

carta diaria do teste 130

A técnica do grau nodal de Bernadette Brady

Segundo Bernadette Brady, podemos encontrar o evento mais importante do ano no Retorno Solar vendo qual planeta tem o mesmo grau do nodo lunar. No caso, o nodo da RS está em 21 de Escorpião, e o Sol é o único planeta perto desse grau, em 22 de Libra. O Sol rege a casa 6 (trabalho e doença). Como descartamos cirugia na técnica acima, a opção de acordo com a técnica nodal seria a opção de desemprego. Outra indicação disso é a posição de Júpiter e Marte. Veja que no mapa natal, os dois estão na casa 10 da carreira, mas na RS, os dois estão em casas cadentes, mostrando uma “queda” de uma posição de honra.

rs-teste-130.jpg

A técnica da Profecção

O Ascendente Profectado (ou seja, avançando o ascendente um signo por ano), é o único indicador que me deixa confuso e mostra que talvez eu esteja errado. Com a profecção na casa 7 do relacionamento, e seu regente mercúrio sendo um dos senhores da firdaria, pode muito bem que o tema principal do ano seja a separação.

Resultado

Não consegui elementos técnicos suficientes para ter certeza se o resultado correto foi o desemprego ou a separação. Meu palpite é que ele perdeu o emprego, já que o trânsito de Saturno está em oposição ao marte natal, e mercúrio está 10 signos em relação a marte, colocando sua firdaria conjunta relativa ao emprego e não ao amor. Assim, a separação do casal fica sendo minha segunda opção.

Agora vou ver o que o Ricardo e o Rodolfo fizeram, que morro de curiosidade, pois ainda não pude dar nem uma olhadinha !

Artigos Relacionados

Anúncios