Reconhecimentos

Posted on 11 de maio de 2007

2


 

os louros do reconhecimento

Em nosso tempo tão corrido na vida, é dificil que as pessoas parem para reconhecer os méritos de outros. Os próprios, não importa o quão pequenos, pode ter certeza que são gritados aos quatro ventos !

Então queria aproveitar essa sexta de pouco tempo (tenho que fazer um mapa astral da Ieda e da Maria, além do material para o mestrado amanhã – o Rodolfo diz que faz medicina, mas não acredito, como ele tem tempo ?)  aproveitei para reconhecer os méritos de outros no meio do lixo que está na internet.

O Rodolfo fez dois posts interessantes recentemente: o primeiro é exemplos de aplicação da analogia, e o segundo é analogia: um insight precioso. Os dois artigos são baseados no trabalho de Morinus. Morin era um cara muito chato, pretensioso, e adorava reclamar da casa 12 dele, reclamando que era coisa do demônio tudo que ele não entendia, como os termos, mas isso não significa que ele não supere a Liz greene ou qualquer autor de “astrologia kármica” com um pé amarrado nas costas !

Os dois artigos mostram um “caminho das pedras” essencial para quem quer aprender a arte da astrologia: a arte de unir e sintetizar, e não de ir pegando as coisas em pedaços. O segundo artigo mostra a tolice de se ir lendo trânsitos cegamente, sem preocupação maior com o significado da carta natal.

Carta Natal

Essa é velha, mas vem ao caso. Tom Callaham fez uma prática de Mystery Chart… ele coloca a carta de uma pessoa não muito famosa, e as pessoas tentam adivinhar sua personalidade e o que fez ela relativamente famosa. Na mystery chart 6  veja a interpretação do Steven Birchfield sobre a possibilidade da mulher ter sido presa, quem ela possivelmente matou e quando !

Mundana

A Carolyn Egan e uma outra astróloga que infelizmente não acho o nome, previram a recente  onda de tornados no texas nos últimos dias.

Política

O astrólogo Chris Brennan usando técnicas de profecção gregas combinadas com trânsitos natais, acertou a vitória de Sarkozy na eleição francesa. Tá certo que as chances eram de 50%, mas mesmo assim dou o benefício da dúvida, porque ele colocou a previsão muito tempo antes, e isso é sinal de coragem. Dymock Brose também colocou a sua e acabou errando. Em geral nesses casos, quem erra aprende mais de quem acerta.

Falando no tio Dymock, ele acertou com um bom grau de previsão o dia que Tony Blair vai sair do cargo. Ele previu o dia 15 de junho e está planejado para 27 de junho. Muito bom pra quem fez essa previsão em setembro de 2006, apenas 12 dias depois do previsto.

Acho isso especialmente importante para a turma do “vamos prever depois que aconteceu”. Por exemplo a Constelar fazendo uma matéria especial pouquíssimo tempo depois da queda do vôo da gol, com todo tipo de justificativa pós-facto de porque o avião caiu, a maioria delas muito mal construida.

Esse tipo de análise só serve quando a pessoa tem curiosidade sobre uma técnica nova, e esse aprendizado só tem valor se for usado como técnica preditiva. De resto, os astrólogos estão apenas fazendo lustre de ego: “se eu tivesse olhado a carta, eu teria visto”, bem, mas não viu, né ? Então não pode exigir os louros.

Artigos Relacionados

Anúncios