Aspectos

Posted on 17 de dezembro de 2007

9


Estarei de férias aqui em sao paulo até 17 de janeiro. Até lá, respostas a emails serao mais demoradas. Como também fico sem minhas tabelas e software, fazer artigos para o blog também fica mais dificil.

Para compensar, aqui vai uma análise do significado dos aspectos.

Que sao os Aspectos ?

Os aspectos sao relacionamentos que os planetas tem entre si. Na astrologia moderna se esqueceu o principio que orienta o funcionamento dos planetas: a luz. Sem “sincronicidade” ou outras papaguaiadas, o poder de um planeta está focalizado em sua luz, a essência do Logos contra a noite… sem luz, sem poder, que explica porque um planeta combusto (que está muito próximo de uma conjuncao ao sol) é considerado miserávelmente fraco, pois a luz do sol simplesmente destrói a luz do pobre planeta.

Quando o planeta “vê” outro planeta, eles criam um relacionamento, quando suas luzes se misturam. Por exemplo, um planeta em áries vê um planeta em leao pelo aspecto conhecido como trígono. A palavra “aspecto” teve sua origem nessa idéia de visao, e é muito importante respeitar essa idéia original, para nao perdermo-nos em invencionices posteriores.

Quais sao os aspectos?
Apesar dos aspectos serem decorrentes da luz dos planetas, os aspectos só sao possiveis quando os planetas estao em signos que “enxergam” um ao outro. Há quatro tipos de aspectos:

A oposicao é o aspecto ao signo oposto. Por exemplo, o signo oposto a aries é libra, o oposto a leao é aquario. É um aspecto considerado tenso.

O trígono é o aspecto entre signos do mesmo elemento. Por exemplo, áries faz trigono a leao, pois sao elementos de fogo. Capricórnio faz trígono a touro porque os dois sao do elemento terra. Esses signos tem uma relacao de distância de 5 ou 9 signos entre si. É um aspecto considerado harmônico.

A quadratura é o aspecto entre signos que tem uma relacao entre si de 4 ou 10 signos. Por exemplo, áries está em quadratura com câncer, que está a 4 signos de distância, e com capricórnio, que é o décimo signo a partir de áries. Veja que na quadratura e na oposicao os signos tem o mesmo modo: ou sao todos cadinais, ou todos mutáveis, ou todos fixos. É um aspecto considerado tenso.

O sextil é o último aspecto, e o mais fraco. É formado entre signos que tem a relacao 3 e 11. Por exemplo, áries forma aspecto com gêmeos, que é o terceiro signo a partir de áries, e com aquário, o décimo-primeiro signo a partir de áries. Um signo de fogo vai fazer sextil com signos de ar, e vice-versa. Um signo de água vai fazer sextil com dois signos de terra, e vice-versa. É um aspecto harmônico, apesar de fraco.

E a conjuncao, nao ficou faltando ? Bem, em geral chamamos a conjuncao de aspecto, mas tecnicamente ela é uma “uniao” entre os dois planetas, entao tecnicamente nao é aspecto, porque os planetas nao se “enxergam”, mas se “sentem”. Para propósitos de simplicidade, porém, a conjuncao é sempre chamada de aspecto.

Aspecto por signo inteiro

As pessoas que aprenderam astrologia pela ideologia moderna devem estar sentido comichoes… quer dizer que dois planetas, um em 1 de aries, e o outro em 29 de leao, estao em trigono, mesmo a distância entre eles ser praticamente o signo inteiro? A respota é sim, pois o aspecto é feito via os dois signos, que se enxergam via trigono. A diferença entre os aspectos vai estar na força, com os aspectos próximos sendo mais fortes e presentes na sua vida. Na astrologia horária é necessário olhar as orbes dos planetas envolvidos. Na astrologia natal o critério é menos rigido… mesmo dois planetas muito separados serao ativos na velhice.

Isso também deve solucionar uma velha confusao… vamos supor vênus em 2 de áries e marte em 29 de câncer. A maioria dos programas de computador calcula uma relacao geométrica, e como marte está perto de fazer um ângulo de 120 graus com vênus, o programa diz que é um trígono forte. Ë mentira, o que temos é uma quadratura fraca, pois marte em câncer faz quadratura com vênus em àries. O trígono seria um aspecto-fora-de-signo, ou seja, marte teria que sair do seu signo para completar esse aspecto.

Os aspectos fora de signo existem, mas sugiro aos iniciantes simplesmente ignorár-los. Aos mais experientes, sugiro olhar os aspectos fora de signo da lua (especialmente em ho`ária!) e também os planetas que estao realizando transferencia de luz entre dois outros planetas quando cruzam a fronteira entre os signos. Fora isso eu ignoraria.

Aversao e os aspectos menores

Durante a renascensa, os astrologos esqueceram os principios que orientavam os aspectos e foram criando novas modas e aberracoes. Entre elas estavam os chamados aspectos menores.

Kepler e outros, encantados com uma interpretacao geométrica da astrologia, ignoraram que os aspectos eram relacoes de luz planetária e signos que a observavam, e decidiram que era baseado em relacoes geométricas entre números. Assim, a oposicao seria o aspecto do circulo dividido por 2, o trigono dividido por 3 (120 graus), a quadratura por quatro…. entao porque tambem nao inventar uma divisao por 5, 6, 7, etc ?

A idéia, por mais elegante que possa parecer, é falsa, porque nao respeita os principios originais. Que voce defenda que as relacoes geométricas possam ter relevância é uma coisa, outra é chamar isso de aspecto. A diferença nao é semântica… o aspecto é uma relacao muito importante, onde dois planetas misturam sua significacao e assuntos, podendo determinar resultados totalmente diferentes que o esperado.

Todos os planetas que estao em signos que nao se “enxergam”, nao podem, por definicao, estar em aspecto, e se diz que os planetas estao em aversao. Por isso que nao podemos chamar os “aspectos menores” de aspectos no sentido técnico, pois estao em signos que estao em aversao.

A aversao, como disctutimos anteriormente, é uma restricao grave ao funcionamento de um planeta, principalmente quando vemos o funcionamento das casas astrológicas.

No próximo artigo discutiremos um pouco sobre como interpretar os aspectos

Anúncios
Posted in: astrology