Passos para a Astrologia Eletiva

Posted on 3 de fevereiro de 2008

1


Para quem não sabe, a astrologia eletiva é o ramo da astrologia que trata da “escolha do melhor momento”. Ou seja, usar os fluxos da astrologia para tomar decisões aqui na terra. Em muitos pontos, a eletiva é uma espécie de magia astrológica.

Por exemplo, podem ser feitas eletivas para coisas tão simples quanto um corte de cabelo, ou difíceis quanto a compra de uma casa, uma viagem, um casamento.
Passos básicos

Vamos escrever uma série de artigos sobre o tema, de maneira a tocar no assunto sobre todos os ângulos durante as próximas semanas.

Passo 1 – Príncipios básicos

Aqui você vai entender os príncipios básicos mesmo. Óbvio que não vou explicar pela milésima vez o que é ascendente, mas sim algumas considerações essenciais como por exemplo o papel da lua, de suas fases, da lua fora-de-curso, dos aspectos aplicativos versus separativos, das dignidades, etc.

Também vamos discutir o papel essencial dos maléficos na astrologia eletiva, tão renegados pelos astrólogos modernos, tão preocupados em fazer uma astrologia do narcisimo “fale um pouco sobre mim”.

Passo 2 -quão sensível é o evento que você quer realizar ?

Como regra geral, quanto mais único e singular é um evento, mais ele é influenciado pela astrologia. Quanto mais rotinário, menos.

Um exemplo disso são os desastres aéreos. Cada vez que um avião cai, a internet é inundada por análises da carta do momento que o avião levantou vôo. Oras, por mais que a carta desse momento fosse ruim, a verdade é que os aviões levantam vôo o tempo todo, e quase nenhum cai ! Portanto, podemos ver que os aviões são bem resistentes ao estado mundano dos planetas. O estado cósmico é outra conversa… da última vez que o nodo sul fez conjunção com júpiter, caíram como cinco aviões na mesma semana, com diversos graus de fatalidade.

Outro exemplo são as partidas de futebol. Quem utiliza as cartas dos jogos para fazer previsões geralmente concorda que elas só são úteis para grandes eventos e finais. A carta da partida de sábado, duas da tarde, da segunda divisão, tem o mesmo valor que uma nota de 1 dólar depois do Bush.

Assim a regra seria: quanto mais previsível é o evento, mais indiferente ele é à astrologia, como deveria ser óbvio. O que não significa que ela não possa ajudar eficazmente.

Fazendo uma analogia, o evento cósmico é como uma vibração, que vai ter maior ou menor ressonância com as coisas na terra. Quando há pouca, mal se vê qualquer movimento. Quando há muita, a ressonância é suficiente para causar tremores.

Então quais são os fatores que regem a astrologia dos eventos “comuns”, cotidianos, chatos ? Por exemplo, se todos os dias você tem que cortar carne, qual é a melhor hora para cortar carne ? Se todos os dias você tem que marcar uma reunião com o chefe, qual é o melhor momento ? As duas da tarde ou às três e meia ? Aqui veremos basicamente o ascendente, a lua, as mansões lunares, as horas e dias planetários. Também veremos algumas dicas que eram usadas na astrologia helenistica.

Aqui é pra quem realmente não pode esperar. Eu por exemplo escrevi esse artigo com a lua em oposição a marte e vou publicar com a lua em capricórnio, seu exílio. Eu que não vou ficar esperando 10 dias até a lua entrar em touro !

Passo 3 – quanto tempo você dispõe ?

Questão essencial. Se você quiser uma eletiva “ao longo prazo”, vamos poder escolher uma data perfeita para sua festa. Mas como diria Keynes, “no longo prazo, todos estaremos mortos”, e em geral não vale esperar mais do que duas semanas para fazer a festinha, talvez uns meses para uma festona. Habilidades organizativas e recursos não deixam de existir só porque estamos falando sobre astrologia ! O mundo continua rodando, queremos apenas dar uma ajudinha, mas a maioria das festas vai ser considerada boa se tiver cerveja suficiente !

Vamos pegar como exemplo o momento atual: quantos planetas estão em mal estado cósmico ?

  • Sol em queda
  • Júpiter em queda
  • Saturno peregrino e retrógrado
  • Mercúrio retrógrado
  • Lua perdo do eclipse do sol

Que alegria ! SEIS dos sete planetas estão aflitos no momento, deixando apenas uma vênus que está, no máximo, meia boca. Quer dizer que paramos tudo na vida ? Volte para sua cama e vá procurar trabalho em agosto. Não faça mais visitas aos clientes pelos próximos dois meses e só corte o cabelo em dezembro. Óbvio que não.

Entenda no entanto uma coisa… o momento atual Não seria bom para se criar uma eletiva de um “novo começo” com uma certa permanência, por exemplo uma empresa. Nesses casos é melhor esperar mesmo. Mas uma série de coisas na vida, como exemplificadas acima, necessitam de continuidade. A técnica do “espere até o fim do mundo” só serve para quem não precisa ganhar a vida e está escrevendo o livro de instruções. O resto de nós precisa de uma resposta, mesmo que seja a “menos pior”.

Vou aqui expor basicamente o método que o John Frawley defende para se fazer eletivas. John Frawley diz mais ou menos o seguinte: “não faça eletivas se você é de virgem, é um trabalho grosseiro, feito com machadadas e não com pincel. Vai ficar louco e não vai conseguir nada.”

Então virginianos, cuidado !

Passo 4 – o evento é “universal” ou “pessoal” ?Um evento pessoal seria aquele que está absolutamente ligado a uma pessoa. Um casamento ou a criação de sua empresa, a sua entrada na escola, etc. No mesmo instante, várias outras pessoas podem estar fazendo a mesma coisa, mas com resultados diferentes, devido às ressonâncias com as particulares cartas natais.

Já uma festinha é um evento que é basicamente “geral”, coletivo, sem estar ligado especificamente a seu dono, já que a intenção não é que apenas ele se divirta. Outros estilos de eletivas não pessoais seriam a fundação de uma obra, o lançamento de um avião ou navio, etc.

Qual a diferença ? O segundo é uma maneira relativamente “pura”, pois não necessita de carta nenhuma, ele é o inicio mais “puro”. Mas quando você faz uma eletiva para você mesmo, você necessariamente vai ter que comparar sua carta com a eleicional.

Então primeiro vamos apresentar as regras para se fazer cartas “universais”, relativas a eventos importantes, não relacionados à uma carta natal, e que tem regras razoavelmente parecidas com a horária. Se você quer fazer uma festa, ou construir uma ponte, olhe primeiro aqui.

Passo 5 – a carta é sobre o evento ou sobre suas conseqüências ?

Essa é uma pergunta que eu ainda tenho dúvidas, então deixo sem respostas. O problema principal é: quando elegemos uma carta de viagem, ela é referente apenas a viagem em si, ou ela é automaticamente referente às conseqüências dessa viagem, como por exemplo um contrato de negócios ?

A maneira como discutimos a eletiva até agora não faz muita diferença entre o evento e suas conseqüencias. Entre a viagem em si, e o tempo que vamos passar na praia. Entre a festa e os contatos que vamos fazer na festa.

Uma proposta seria então usar a eletiva da mesma maneira que se faz uma horária, mas ao contrário. Assim procuro saber quem é o regente da primeira casa e procuro uma conexão com alguma outra casa de interesse. No entanto, se verificarmos as instruções dos antigos, parecem haver diferenças fundamentais entre os dois métodos. Vemos isso nos trabalhos de Zahel, Dorotheus e outros.

Como já comentado, você só pode usar isso para eventos razoavelmente importantes e únicos. Não tente fazer uma eletiva de cada vez que for sair de casa, porque senão a tendência é você ficar trancado com medo !

A verdade é que a horária não é uma carta do evento de uma pergunta ! É uma carta especial, e que deve ser discutida separadamente… na prática, poucas cartas eletivas podem ser tratadas de maneira individual, como se fossem uma carta horária.
Então, a pergunta é, como fazemos as eletivas para aqueles casos, como batalhas e guerras, início de um processo legal, etc, que são ao mesmo tempo universais e suficientemente importantes para se poder interpretar uma carta eletiva.

Então, vamos ter bastante material para nos divertirmos em fevereiro.

Artigos Relacionados

Casamento de Ana Maria Braga
Aprenda a calcular as Horas Planetarias
Academias e “puxar ferro”
Eletivas de Férias ?

Anúncios
Posted in: astrology