Aspectos e trânsitos

Posted on 29 de junho de 2008

2


O que é um aspecto ?

A primeira coisa que um iniciante descobre quando começa a ver um mapa astral, é a aprender a ler os símbolos dos planetas e signos do zodíaco. Logo depois vêm as casas, e em seguida a dúvida: “que significam aquelas linhazinhas azuis e vermelhas entre os planetas ?”

Na carta acima vemos o mapa do momento atual. As linhas vermelhas representam os aspectos “difíceis” ou problemáticos, os Desarmônicos: a oposição (180 graus) e a quadratura (90 graus). Veja que o Sol, em 29 Gêmeos, está em oposição a Plutão (29 Sagitário), então o computador os conecta com uma linha, em geral vermelha.

Observe também que as linhas são identificadas: a oposição parece um daqueles pesos de academia, duas bolinhas ligadas pela barra, e a quadratura é um quadrado básico.

Os aspectos harmônicos são os trígonos (120 graus)e os sextis (60). São as linhazinhas azuis. A conjunção (dois planetas quase juntos no mesmo signo) não é tecnicamente um aspecto e em geral não se usa linhas para especificar. O símbolo do trígono é o triângulo e o do sextil parece um asterisco.

Com a prática você enxerga os aspectos só de bater o olho. Eu por exemplo desligo eles do computador porque “polui” demais o ambiente, e o computador considera aspectos que eu não uso (como os aspectos fora de signo), por isso eu prefiro o olhômetro mesmo.

O aspecto também pode ocorrer entre um planeta como está “hoje” e um planeta no seu mapa natal (“ontem” – quando você nasceu, pra ser mais preciso). Esse tipo de aspecto é chamado Trânsito.

Aspectos bons e maus ?

O principal vício é de achar que os aspectos harmônicos são bons e os desarmônicos são maus. O segundo vício é o de pensar que tudo é bom e positivo na vida, e todos seremos bolas de energia flutuando vibrações positivas.

Os aspectos são conexões entre dois ou mais planetas. Assim, eles não são nem bons nem maus em si. Por exemplo conexões entre um planeta que representa a vida no seu mapa, com outro que representa a morte, são desagradáveis, não importando se são trígonos ou não. Portanto, para saber se um aspecto terá bom ou mau resultado em sua vida, o importante é verificar que planetas formam o aspecto, bem como suas regências e seu estado no mapa.

O segundo vício origina a idéia de que pessoas com muitos trígonos têm “vidas fáceis” e se tornam preguiçosas. Novamente, não se julga nada no mapa a partir de receita de bolo ! A pessoa pode ter vinte trígonos, se forem entre os planetas errados, ela sofrerá uma vida de problemas e sofrimentos físicos, espirituais, etc. É outro tipo de preconceito astrológico, alegremente propagado pela internet.

Se eles não são nem positivos nem negativos, como posso pensar neles ? Descrevo abaixo o resumo retirado do livro Predictive Astrology: the eagle and the lark de Bernadette Brady. O livro também pode ser comprado em Amazon. Esses aspectos são pensados principalmente para os trânsitos, mas também para interpretar a carta natal.

O livro de Brady é basicamente de astrologia moderna, então essas descrições são bem limitadas, e a própria autora mudou muitos de seus conceitos desde sua publicação. Deve ser encarado apenas como uma diretriz para iniciantes.

Conjunção:

Pense em “invasores de corpos”. A energia “alienígena” penetra e se funde com a energia nativa, tornando-se uma só. Netuno transitando o sol natal e a energia de netuno “engole” o sol. Usando a metáfora dos atores num palco, na conjunção é como se um novo ator substituísse o antigo, tendo exatamente o mesmo papel, mas com seu maneirismo próprio.

A conjunção ocorre muito internamente, ao invés de ser percebida nos “outros”. Por exemplo, Urano transitando vênus, a pessoa pode se tornar ou sentir mais promíscua:o sentimento é sentido dentro dela, e não nos outros.

Oposição:

É sentida nos trânsitos como uma energia separada do ego e que é contrária ao que você quer. Algo ou alguém lá fora está fazendo algo a você, e pior, é a culpa deles. Por exemplo, um trânsito de Saturno oposto ao Sol, pode aparecer alguém que te desafia sua autoridade, põe em cheque seu sentido de responsabilidade, etc. Em teatro é o velho conceito de “Antagonista”, aquele personagem que cria conflito e mudança.

Quadratura:

Ação baseada em tensão e frustração. O evento é desagradável mas é impossível culpar a alguém por isso. Por exemplo no trânsito de Saturno em quadratura com o Sol, seu pai pode ficar doente. Os eventos simplesmente acontecem, mas não aparentam ter um causador ou antagonista com quem brigar.

Trígono:

Representa velocidade devido à falta de fricção. Todos os obstáculos são removidos e o fluxo se movimenta rapidamente… pra cima ou pra baixo, pra bem ou pra mal. Por exemplo, você está lutando para conseguir um emprego, os obstáculos são rapidamente removidos e você consegue tudo que queria. Ou, você estava lutando para não perder um emprego, o obstáculo é removido e você rapidamente perde tudo que queria.

Sextil:

1 – Se o sextil acontece entre dois signos de elementos femininos (água ou terra), ele representa oportunidades que você cria, e que pode se concretizar ou não.

2 – se o sextil acontece entre dois signos de elementos masculinos (ar e fogo), ele representa oportunidades que cairão no seu colo.

Novamente, veja que oportunidades podem ser positivas ou negativas…. pode ser a chance de aprender um tema novo, de conhecer novos amigos, de tomar drogas, de ter um caso extra-conjugal… nem todas as oportunidades foram feitas para serem aproveitadas !

Considerações:

O livro de Brady deve ser tomado apenas como um guia para iniciantes. Ele se concentra nos trânsitos, mas com um pouco de imaginação, o estudante pode usar seus conselhos num mapa natal. Lembre-se que o trânsito é momentâneo e concreto. O aspecto natal é para toda a vida e pode ter várias manifestações.

Por exemplo, urano transitando vênus por oposição pode representar o surgimento na sua vida de uma pessoa venusiana que te antagoniza e cria problemas em sua vida social.

Já Urano em oposição a vênus na sua carta natal é para todo o sempre. Pode significar a integração inadequada dos dois temas, amor e vida social sendo prejudicados pelo tema de liberdade. Por exemplo pode ter uma série de amigos e amores “loucos”, pessoas intensas mas que não conseguem ser calmas e saudáveis.

Veja que estamos usando apenas significados essenciais, o que é uma delineação pobre. Nunca deve ser considerada como o “final da linha”, e sim como seu começo

Anúncios
Posted in: astrology