Perguntas sobre a interpretação do Mapa Astral

Posted on 21 de outubro de 2008

11


Como estive atrasado na publicação do blog (ponham a culpa em mercúrio retrógrado, por favor), estou aproveitando a pergunta do leitor Marcelo, e com sua permissão já coloco a resposta pública, porque de qualquer maneira são coisas que demoram um pouco para serem respondidas.

Andei lendo mais textos do blog, e percebo que alguns são um bocado avançados pra mim. Meu primeiro contato com astrologia foi há uns três anos, eu ainda tava no colégio. Hoje vejo que o livro era bem toscão, era traduzido e se chamava “Astrologia para Todos”. Mas na época não tinha como eu saber. Calculei na unha meu mapa, e acabei me desinteressando porque o livro indicava coisas contraditórias na interpretação.
Lembro de vc falando sobre os glossários desses livros toscos, aquela coisa “Sol na 1a, Sol na 2a…” e depois “Sol em quadratura com Marte, com Júpiter etc”. Realmente, tirando por aquele meu livro toscão, isso é uma b@$)#. Mas então, como interpretar um mapa?

Sim, a pergunta de ouro. Minha resposta seria:

  • com treino, decorando um monte de regras, depois esquecendo que elas existem.
  • tendo paciência porque as coisas demoram mesmo, mas o conhecimento se acumula. Desconfiando das receitas que prometem tudo e todos.
  • esquecendo a astrologia moderna de principio, e começando pela tradicional… quem não consegue interpretar seu mapa com os 7 planetas tradicionais, e um conjunto de regras claro, vai ter mais dificuldade ainda com um zilhão de asteróides, e com “regras” que mudam de autor para autor.
  • Eu sugiro começar com um pouco das regras de Morin, que diz como interpretar as casas astrológicas, e depois ir recuando no tempo ate os árabes e medievais.

Estou mandando o mapa que eu tirei de ontem à noite (vc percebe que eu tirei os transaturninos), tenho um monte de coisas pra perguntar sobre ele. Pra começar, o significado astrológico dos nodos e da fortuna.

Nota ao leitor: Note que o Marcelo criou um mapa do nada com o proposito de aprender, então ele pegou um mapa ao azar.

E vc diz pra nao fazer astrologia estripada, mas eu só consigo olhar uma coisa de cada vez. Por exemplo, nesse mapa tem Sol na Casa 4, em fraco sextil com Vênus, quadratura com a Lua e Júpiter, conjunto com Mercúrio, trígono com a cabeça do dragão, eLua na primeira casa. Ótimo, e o que isso significa? O que se deduziria de uma pessoa que nascesse com essa configuração? Anotei as coisas que vc disse sobre o Sol, a Lua, temperamento, ego bruto etc. mas eu não sei o que pesa mais, o que é mais revelador pra personalidade de uma pessoa, ou, melhor dizendo, eu não sei a “hierarquia”, se o ascendente tem primazia sobre o sol ou vice-versa, etc. Vc tem algum bom site pra me indicar que dê as corrdenadas básicas, significado do planeta nesta ou naquela casa, neste ou naquele signo, neste ou naquele aspecto, e como juntar tudo de um jeito inteligente e congruente?

Vamos começar apenas com a personalidade, que é uma das partes mais fáceis

Primeiro vemos o temperamento: qual é o tecido que forma esse pano ? Sanguíneo (sociável), colérico (energético), melancólico (quieto e concentrado) ou fleumático (emotivo)?

O Ascendente (à esquerda) está em 14 Gêmeos, signo de ar, e seu regente mercúrio, está em outro signo de ar (libra). O sol está num signo de ar (libra) no terceiro quadrante (libra, escorpião e sagitário), onde ele é mais melancólico. A lua está num signo de água (fleuma) e na de cheia para minguante (melancolia). Podíamos adicionar outros fatores, mas por enquanto esses bastam.

Assim vemos uma natureza sanguínea, sociável,bem humorada, flexível, que não gosta de parar quieta, não gosta de estabilidade e compromissos muito sérios. Como apareceu um pouco de melancolia no mapa, temos duas opções….

A primeira é eliminar a parte de “não gosta de compromisso”. Seria assim um sanguíneo conversador, etc, mas menos “aéreo” e perdido, e um pouco mais centrado, “pés no chão” literalmente, já que a melancolia é o elemento terra. A segunda opção é admitir que as duas naturezas vão estar “em guerra” e depois procurar em que lugares uma ressalta mais que a outra. Mas tenha em conta que a natureza sanguínea é bem maior que a melancólica.

Ok, mas ele é apenas sociável e mais nada ? Agora procuramos o resto dos significadores e tentamos montar um quadro, que contrastamos sempre contra a cor de fundo, que é o temperamento.

O único planeta na casa 1 é a lua, mas ela está em um signo diferente do ASC, então deixamos para lá. Mas vemos que a lua faz um aspecto a mercúrio, que é, tá dá!, o senhor do ASC. Então temos que mercúrio é o Senhor das Maneiras por maioria de votos.

Então, tendo mercúrio como senhor das maneiras num sanguíneo, temos o quadro de uma pessoa que não pára quieta, que tem montes de amigos, que é comunicativa até o ponto de ser chata, que tem um amor pelas coisas novas, se comporta as vezes de maneira infantil, é inteligente e “saca as coisas na hora”, gosta de viajar, conversar e aprender. Tudo isso é ressaltado novamente porque o ASC está nos termos de mercúrio. Se fosse em Júpiter, teríamos um mercuriano com um toque de júpiter, mas aqui é mercúrio com mercúrio.

Em libra, essa pessoa acrescenta outra camada ainda de diplomacia e cortesia. Estando num signo de Vênus e perto da cúspide da casa 5, pode levar a trabalhar com coisas venusianas (diversão, entretenimento em geral, decoração, bares, etc, etc, etc.).

O corpo físico é descrito pelo ascendente, mais que pelo senhor do ascendente, e pela Lua. Um corpo magro, longilíneo, do tipo que come e come e não fica gordo nunca. Provavelmente bonito(a) e de corpo bem proporcionado. A lua adiciona a esse quadro um pouco de emoção, que provavelmente aparece em momentos de explosão, um gosto pelo drama. Também adiciona um desejo de comer até se fartar, o que, quando for mais velho, deve acumular seus quilos.

Até aqui só vimos a personalidade… e não precisamos ficar olhando aspectos de plutão, ou se quiron estava em sesquiquadratura com lilith para ver se o nativo foi abusado sexualmente, ou se é uma feminista reacionária. A beleza da astrologia tradicional é sua riqueza em detalhe, com parcimônia no uso dos sinais.

Alguém pode reclamar “mas você não viu o mapa inteiro, há milhões de sutilezas no mapa”. Sim e não. Primeiro que já temos uma boa descrição da pessoa até aqui, o resto adiciona mas não vai modificar o que já é. Segundo que não devemos cair numa postura narcisista de procurar nossa criança interior e o ponto em que somos especiais. Não somos especiais, sorry. Cada um de nós pode ser bem descrito com 3 ou quatro traços mais característicos, e o resto é masturbação do ego.

Que mais poderíamos ver ? Vemos que o seu lar é tradicional, de valores sólidos e talvez até retrógrados. Se o nativo é uma mulher, o seu temperamento fortemente sanguíneo e mercuriano trará muitos problemas, já que o comportamento sanguíneo é mais aceito nos homens. Mas há muita espiritualidade, a família é religiiosa, e provavelmente o nativo também é muito espiritual. O nativo é mais próximo do pai do que da mãe. A família provavelmente tem propriedades ou dinheiro em imóveis (fortuna na casa 4).

Agora estamos prontos para repetir o processo minunciosamente, cada tema por vez, sempre vendo o regente natural, a casa associada, e as partes arábicas correspondentes. Veja por exemplo os amigos. Os amigos são representados pela casa 11, em aries, por tanto tem temperamento colérico, e representados por marte, podem ser agressivos: como marte esta perto da casa 6, podemos acentuar outra tinta… eles vem de uma classe social inferior, ou então o nativo só os encontra para fumar um baseado, ou então os seus amigos acabam trabalhando para ele.

E assim infinitamente, tema por tema, mas ficamos por aqui para não matar o leitor de tédio.

Artigos Relacionados

Posted in: astrology