Bolsa de valores

Posted on 21 de agosto de 2010

0


Novo post finalmente! Há quanto tempo!

Em 21 de Maio de 2010 eu enviei um post para minha lista de discussão, que eu não publiquei aqui basicamente por falta de tempo para editar e melhorar.

Mas como algumas coisas realmente aconteceram, achei interessante publicar e rediscutir. Então aí vai:

Quem gosta e acompanha as bolsas viu que elas tem derretido nas últimas semanas.  Principalmente o bovespa e as européias, mas o dow fez um derretimento de mais  de 6% num único dia, devido a um pânico momentâneo que depois reverteu.

Isso não é fantástico: quem conhece análise técnica sabia que a bolsa estava  dando sinais de fraqueza desde o ano passado. Por isso que acho o mais interessante é combinar astrologia com análise técnica das bolsas.

Em 2000, tivemos a grande conjunção entre Júpiter e Saturno. Esses dois planetas representam os grandes ciclos mundanos, dos povos, países e civilizações.

No signo de touro, essa conjunção aconteceu junto com a queda da bolha das “dotcom” nos EUA, levando a uma queda de uns 50% do valor de mercado!  Em 2008, essa conjunção foi reencenada, novamente com um derretimento de  aproximadamente 50% do valor da bolsa (de 97 a 2008, a bolsa só avançou e depois retornou ao mesmo patamar!). Na verdade o trígono entre Júpiter e Saturno praticamente marcou o vale da baixa.

Agora estamos em oposição, e a história se repetiu! Pânico, crise grega, crise européia, bolsa caindo, bovespa implodindo… mas como todo mundo sabe, na hora que todo mundo entra em pânico é o momento de pensar em comprar.

Essa semana a oposição deve se completar. Se seguir o perfil das outras vezes, devemos ter um possível repique para cima. Infelizmente a história nao termina aí… como os aspectos de Júpiter e Saturno se repetem (por causa das retrogradações), é razoável pensar que a bolsa vai subir e cair em agosto novamente!

Um momento adequado só para os que sabem operar a bolsa de valores.
Yuzuru

Agora vamos ver se a recomendação valeu a pena e se ainda tem lógica.

Os índices americanos SP500 e Dow JOnes deram sua  primeira “quicada” em 25 Maio, e não subiu muito. Só um pouco depois (7 julho) que houve a primeira grande subida do índice SP500. Já o bovespa deu sua quicada exatamente em 21 Maio. (a oposição exata entre Júpiter e Saturno se deu entre 17 e 23 Maio).

Como estamos falando de fatores mundiais e não particulares a uma determinada bolsa ou país, acho que no geral esteve bem!

Enquanto o Bovespa formou um vale em 21 de Maio, o SP500 voltou a dar uma queda final em 7 Julho 2007. Essa divergência nas duas bolsas mostra que o Brasil está numa fase otimista, que fez a bolsa brasileira “descolar” da americana e européia. As bolsas americanas só fizeram um vale em 7 de Julho com o sol formando um sextil com marte e perto de um eclipse.

Note que, obviamente, quando o sol faz um aspecto com Marte isso não mostra uma reversão, mas quando há reversão, geralmente há um aspecto. Como eu ensino para o meus alunos, “todos os poodles são cachorros, mas nem todos os cachorros são poodles”. O risco de falso positivo olhando apenas para os aspectos é muito alto.

Como alguns astrólogos discutiram naquela época, a chance de uma reversão perto do eclipse parecia bem alta, já que a queda começou perto do eclipse de 12 Janeiro 2010. Como os eclipses alternam de tema (nodo sul e nodo norte) parecia provável uma reversão.

E o aspecto de Júpiter e Saturno? Bem, o primeiro encontro dos dois mostrou o vale no mercado brasileiro, mas não nos internacionais. O segundo aspecto aconteceu agora, entre 12 e 20 de agosto 2010.

Novamente, o topo exato não coincidiu com o aspecto. Aparentemente o topo principal (5 a 9 agosto) foi coincidente com a tripla conjunção de venus, Marte e Saturno.

Análise técnica

Do ponto de vista técnico, enquanto a bolsa brasileira vai razoavelmente bem, as bolsas americanas formaram um pivot de baixa e estão tecnicamente em nova tendência de baixa.

O dow jones principalmente tentou dar uma subida na última semana e bateu na importante média móvel de 200 dias. Quando essa linha de suporte se transforma em resistência, raramente é bom sinal, pois abre espaço para novas quedas.

O objetivo técnico fica por volta de 9700 pontos no Dow Jones. Se o índice não reagir até lá, e atravessar essa barreira, terá formado uma figura chamada de “Ombro-cabeça-ombro” e daí o próximo alvo é beeeeeem mais embaixo, por volta de 8000 pontos (uma queda de 20% do nível atual).

E agora?

O próximo ponto astrológico de possível reversão (lembre-se sempre dos falsos positivos) seria em 2-5 setembro. Mas o último aspecto da tripla oposição Júpiter-saturno só mesmo em 27 Março 2011! Até lá, meu feeling é que as bolsas mundiais ou continuam numa tendência secundária de baixa, ou pelo ficarão na gangorra de sobe-e-desce.

Artigos Relacionados