Os cinco pontos da vida

Posted on 22 de abril de 2012

8


Ola, eu estou a fazer cálculos para descobrir o signo dominante de cada pessoa e tenho a ideia que os aspetos mais importantes sao: 1ºsol, 2º ascendente, 3ºlua, e queria saber se o meio-ceu sera o 4º aspeto mais importante ou se e mercurio e depois venus,marte.. onde e que podia por o meio-ceu? obrigada

Marta

Olá, Marta.

Para quem está começando, ou ainda não conhece muito, a astrologia começou há milhares de anos. Desse período, pelo menos nos últimos 2 mil anos temos um conjunto mais ou menos coerente e repassado pelos escritos (porque infelizmente não temos uma tradiçao oral) de conhecimentos e regras sobre os princípios astrológicos. Esses conhecimentos que vão tão longe quanto o século 2 antes de Cristo (por exemplo, em Valens), são geralmente chamados de “astrologia tradicional”.

Na verdade a astrologia tradicional é a verdadeira astrologia, antes dos movimentos new age, porra louca, e da revista Capricho. É mais ou menos a mesma coisa que aconteceu com o Feng Shui: por 5 mil anos os chineses tiveram uma disciplina complicada, cheia de cálculos, sutilezas e anos de aprendizado, chamada Feng Shui. Em menos de uma década, o ocidente jogou merda por todo esse conhecimento, com “especialistas” que não sabem a mínima coisa sobre a matéria, misturando todo tipo de coisa (como Umbanda), num samba do afrobrasileiro bipolar.

Hoje em dia você verá “consultores de Feng shui” cobrando 20 mil reais por coisas como colocar rosa para “atrair amor”, sendo que isso é uma relaçao tipicamente ocidental, sem relaçao nenhuma com a cultura chinesa, que o “consultor” desconhece, pois sua única real qualificaçao é de marketing, para achar um trouxa que lhe pague tanto.

Qual é a diferença entre usar um conhecimento verdadeiro, seja em astrologia ou feng shui, ao invés daquelas coisas que aparecem na revista Capricho ou na Constelar?

1 – Conhecimento verdadeiro é difícil.

Compare uma matéria capricho sobre o “canto do amor”. Agora veja como um consultor de estrelas voadoras realmente faz para calcular como melhorar o amor! Veja como um astrólogo capricho calcula o amor… olhe venus e plutão (porque o amor, obviamente está sempre cheio de taras e feridas inconscientes).

Agora veja como um astrólogo que segue as regras da astrologia tradicional (ocidental ou hindu) – ele examina não apenas venus, mas também a lua (se você for um homem), e o sol (se você for uma mulher).  Também sao examinados os planetas que estão na casa 7 e o regente da casa 7. O resultado final será dado pelas condiçoes desses planetas e por suas inter-relações.

Da mesma maneira que ninguém entra na faculdade de psicologia ou engenharia esperando soluçoes fáceis e únicas, ninguém deveria entrar em astrologia ou outras matérias esotéricas esperando uma resposta simples.

Voltando para a pergunta: os pontos considerados IMPORTANTES na astrologia sempre foram cinco: o ascendente, o sol, a lua, o MC, a parte da fortuna. Às vezes outros pontos menores como o SAN (Syzygy ante nativitatem) era incluído. A parte do espírito também é outro ponto importante, mas que não era enquadrado como um dos grandes cinco. Cada um deles era importante num sentido diferente dos outros, uns falando sobre a fortuna material do nativo, outro sobre sua fortuna nos relacionamentos, etc. O que eles tinham em comum era que um deles cumpriria o papel de hyleg ou hilaj, que é o guardião da vida do nativo, e pode ser usado para encontrar o alchocoden, ou seja, uma estimativa da expectativa de vida desse nativo, antes de chegar na senilidade.

Note também que os únicos planetas incluídos foram o sol e a lua, pois são os luminares.

Se você está ouvindo pela primeira vez alguns desses termos, é o que prova o meu ponto… astrologia é difícil, a parte fácil geralmente está cheia de picaretagens e achismos.

2 – Astrologia de verdade tem regras.

Coisa chata as regras! Vamos lutar contra a repressão!

Como já tive aula em faculdade de pedagogia, posso dizer que o povo frequentemente confunde conhecimento com atitude política! Ou como pessoas que já vi putíssimas no orkut porque as outras pessoas (antes que perguntem, não fui nem eu!), dizendo que elas “não respeitavam sua opinião”. Ué, será que eu deveria ir para um congresso de médicos e dar minha “opiniao” sobre como deveria ser uma operacao de fígado?

Opiniao é coisa de especialista! Estudante tem dúvida, e amadores têm palpites e achismos.

Astrologia é mais como engenharia. Um bom engenheiro sabe bem, sabe bastante, e sabe aplicar engenharia no mundo real. Um bom astrólogo nada mais é que um canal para a astrologia.

Já na “astrologia” atual, assim como na pedagogia, administraçao, etc, todo mundo quer ser o guru. Ninguém quer estudar, porque todos estao acima das “regras” tolas dadas por quem estudou aquilo antes. A opiniao de todos tem o mesmo valor, e todo mundo quer ser guru, sábio e cacique, mas ninguém quer ser índio.

Há duas grandes vantagens na abordagem da astrologia como engenharia. A primeira é que pode ser ensinada, independente da opiniao do Rodolfo, do Yuzuru, ou de qualquer outra pessoa. Segundo é que nao se precisa reinventar a roda todo o tempo.

No caso da pergunta, voce queria reinventar a roda se perguntando quais eram os pontos mais importantes, deixando de lado vários dos mais relevantes. O constante reinventar das rodas causa perda de energia e muita bobagem flutuando pela internet. É por isso que uma base profunda na tradicao nao é perda de tempo, é poupar tempo.

3 – Consequencias profundas e superficiais.

Quando as pessoas acham que conhecimento é o mesmo que opiniao, a gente tem discussoes como “Eu acho que Sedna rege touro”. Ou “para mim mercúrio é muito mais importante que o sol”.

Quando aprendemos conhecimento astrológico de verdade, as coisas tem muitas consequencias. Do mesmo jeito que aprender resistencia de materiais em engenharia vai ressurgir em toda a prática profissional, conceitos como os pontos hilégicos sao chave, mas só vao aparecer muito tempo depois no aprendizado do estudante.

Por exemplo, uma vez por mês aparece na internet um novo “método” para realizar direções primárias, secundárias, etc. Mas tradicionalmente, apenas um ponto higélico pode ser dirigido! A ideia básica, que a maior parte dos criadores de método não sabe, é que para um ponto ser dirigido, ele tem que ser especial e acima dos outros, tendo um significado representativo sobre um tema.

É nesse ponto que o povo geralmente confunde os significadores essenciais. Por exemplo, venus tem analogia com o amor, mas ela em si nao é o amor. O amor pode muito bem ser representado por Saturno, em uma determinada carta. E venus tem analogia com o amor, mas também tem com flores, e nem por isso você dirige venus para saber como estarão as flores na sua vida.

Abraços

Artigos Relevantes

Marcado:
Posted in: astrology