Conceitos Básicos

Essa cola serve para quem não sabe de memória a ordem dos signos, ou o nome dos planetas, ou onde mesmo achava “aqueles tais dos termos”, etc. Por enquanto teremos poucos itens, e vamos crescendo:

  1. planetas
  2. signos
  3. casas astrológicas
  4. Tipos de astrologia
  5. Tipos de aspectos
  6. Dignidades

1 – Planetas (na ordem caldeica – mais lentos até os mais velozes)

  • Saturno – grande maléfico – ordem, restrição, ossos, problemas, reis, mendigos, velhos, melancolia – seu ciclo demora 29 anos
  • Júpiter – grande benéfico – advogados, justiça, benevolência, chuvas, filhos, fama e fortuna, sorte, alegria, filosofia e sabedoria – 12 anos
  • Marte – pequeno maléfico – soldados, brigas, violência, coragem, homens jovens, irmaos, viagens – 2 anos e meio
  • Sol – o rei, o coração, o poder, as autoridades, a coragem, a força, o olho direito, a força vital, o pai, o marido – 1 ano
  • Vênus – sexo e casamento, diversao, bebidas e alegria, vestidos, coisas bonitas, a esposa, a amante – 1 ano – nunca se separa muito do sol
  • Mercúrio – mensageiros, a escrita, a fala, escravos, nem homem nem mulher, nem bem nem mal, a inteligência, o cérebro, todos que trabalham com palavras e números – 1 ano, sempre muito próximo do sol
  • Lua – a emoção, a esposa, a mãe, o corpo físico, a fertilidade, a mente, os leva-e-traz, a prata, os objetos perdidos, os fugitivos, etc, 1 mês.

2 – Zodíaco (elemento do signo, regentes, parte do corpo, e caracteristicas importantes)

  • Áries – fogo, cardinal, representa a cabeça, signo “quadrúpede”, é regido por marte.
  • Touro – terra, fixo,  pescoço, quadrúpede, é regido por vênus
  • Gêmeos – ar, signo mutável ou “comum”, mercúrio, ombros e braços, signo humano, de “grande voz”, é regido por mercúrio.
  • Câncer – água, cardinal, lua, peito, signo fértil e silencioso, é regida pela Lua.
  • Leão – fogo, fixo, sol, coração e costas, signo estéril e bestial, é regido pelo Sol.
  • Virgem – terra, mutável, mercúrio, abdômen, signo humano e estéril, de grande voz, é regido por mercúrio.
  • Libra – ar, cardinal, vênus, as cadeiras e bunda, signo humano de grande voz, é regido por Vênus.
  • Escorpião – água (e não fogo, como muitos pensam), fixo,  rege o pênis/vagina e o ânus, um signo escuro, fértil, silencioso. regente é marte (e não plutão),
  • Sagitário – fogo, mutável, regente é júpiter, rege as pernas, a primeira parte do signo é considerada humana, a segunda é bestial, é regido por Júpiter.
  • Capricórnio – terra, cardinal, regente é saturno, joelhos, de natureza bestial. É regido por Saturno.
  • Aquário – ar, fixo,  rege a panturrilha e batata da perna, medianamente comunicativo, poucos filhos, signo humano, regente é saturno (e não urano).
  • Peixes– água, mutável, rege os pés, signo fértil e silencioso, regente é júpiter (e não netuno).

3 – Casas astrológicas

  • Casa 1 – Ascendente – o corpo físico
  • Casa 2 – o dinheiro, as coisas que ajudam a casa 1, como por exemplo um assistente pessoal ou um advogado (em horária)
  • Casa 3 – irmãos, viagen, a religiosidade prática das pessoas
  • Casa 4 – o pai (e não a mãe), a família (considerada em geral), a casa, a terra, o país natal, os bens imóveis, objetos perdidos, tesouros enterrados, etc.
  • Casa 5 – filhos, diversão, o sexo (e não a casa 8 como muitos aprenderam), propriedades do pai, embaixadores.
  • Casa 6 – doença (e não saúde), defeitos do corpo, trabalho penoso (e não carreira), escravos, pequenos animais, inimigos (na astrologia grega).
  • Casa 7 – inimigos (para os árabes e medievais), esposo(a), amor, casamento, parcerias, combates, processos legais.
  • Casa 8 – Morte (e não o sexo), assassinato e outras causas para a morte, heranças, pobreza, dinheiro da esposa, gastos.
  • Casa 9 – Espiritualidade (e não a casa 12) , Viagens, religiao, seriedade, conhecimento, filosofia, confianca, visoes, sonhos e profecias
  • Casa 10 – o rei, o governador, autoridade, nobres, sucesso, fama, carreira, comércio, profissao, a mãe.
  • Casa 11 – felicidade, amigos, rezas, coisas que ganhamos do nada ou repentinamente, coisas que nos ajudam, amor, longevidade, dinheiro do trabalho.
  • Casa 12 – inimigos secretos, miséria, ansiedade, prisoes, asilos, dividas, auto-destruicao, doencas, principalmente as mentais e as crônicas, que causam longa hospitalizacao, escravidao, animais grandes, exilio, depressao (ou seja, nada a ver com espiritualidade), bruxaria (no sentido de magia negra).

4 – Tipos de astrologia

  • Astrologia horária é uma pergunta, feita especialmente ao astrólogo, que devido a muita necessidade e urgência, pode ser levantada uma carta astral, respondendo assim a perguntas objetivas e concretas
  • Astrologia Eletiva encontrar o “melhor momento” para se realizar as atividades diárias, desde escolher um momento para cortar o cabelo, ou para casar-se.
  • Astrologia Mundana astrologia da politica, dos paises, dos terremotos e grandes eventos
  • Astrologia Natal a astrologia que vê a carta natal de um indivíduo, e investiga os fatos concretos da sua vida, como carreira, filhos, casamento e personalidade.
  • Astrologia Médica – analisa doenças e sugere remédios. Pode usar a carta natal ou então decumbituras, que são as cartas do momento que a pessoa ficou doente.
  • Astrologia Mágica – utiliza as propriedades mágicas de planetas, através da criação de talismãs, escolhendo a hora adequada para rituais de magia, caridade astrológica, ou invocação dos espíritos e inteligências dos planetas.

5 – Tipos de Aspectos – os aspectos são relações angulares entre os planetas. Um planeta “aspecta” outro quando estão em signos que podem “enxergar-se”, pois o conceito tem a ver com a sua transmissão de luz. Os aspectos modernos (semi-sextil, sesquiquadratura) devem ser ignorados. Existem cinco tipos de aspectos, às vezes chamados de ptolomeicos:

  • Conjunção (0 grau) – não é tecnicamente um aspecto, mas tá valendo. Você encontrará o dois planetas no mesmo signo, em graus próximos, por exemplo, o sol em 5 de leão e saturno em 7 de Leão estão em conjunção. Significa a fusão de duas naturezas planetárias.
  • Oposição (180 graus) as duas naturezas se combatem como inimigas. A oposição de um planeta em áries estará no signo oposto, Libra. A oposição de touro está em escorpião, etc.
  • Quadratura (90 graus) – relação tensa entre dois planetas. Por exemplo, um planeta em áries estará em quadratura por signo com qualquer planeta em câncer, libra ou capricórnio.
  • Trígono (120 graus) – relação “fácil” que se dá entre signos de mesmo elemento. Por exemplo câncer, escorpião e peixes formam trígonos entre sí, porque são signos de água.
  • Sextil (60 graus) – relação também fácil, mas bem mais fraca que o trígono, muitas vezes nem se nota.

6 – Dignidades

Cada planeta “manda” num signo. Por exemplo, Marte rege em áries. Assim, marte tem dignidade em áries. Existem cinco tipos básicos de dignidade.

  • A regência – o planeta “possui” a casa e dentro dela ele faz o que quer. É como o rei sentado em seu trono.
  • A exaltação – o planeta é como um convidado de honra dentro daquele signo, sendo mimado e cortejado. Há sempre um sentido de “exagero” nessa posição, e portanto um risco de queda. É como um ministro apontado pelo Rei, que tem poder pra fazer o que quiser, desde que não contrarie as normas do rei.
  • A triplicidade – o planeta está “entre amigos ou colegas”. Ele não pode fazer muito porque a casa não é dele. Mas pode operar limitadamente porque está no seu próprio elemento. Como por exemplo um diretor de Marketing na área de vendas. Ele não decide nada porque ele não manda sobre a área, que tem seu próprio diretor, mas como as áreas são similares, ele pode agir mais ou menos livremente. Se fosse uma área de finanças, ele provavelmente só iria atrapalhar.
  • Os termos – relativo ao “conforto” de um planeta é como estar num hotel ou refúgio. Em geral representa algo como os “termos de um contrato”. Por exemplo, a decisão é feita pelo diretor financeiro (regência de saturno), mas nos termos de Júpiter (diretor de marketing), ou seja, os contratos será decidido por um e redigido por outro, então ele terá um “colorido” jupiteriano. Para os gregos os termos eram mais importantes que as triplicidades e, em algumas circunstâncias, superavam até as regências.
  • A face – Existe uma certa polêmica com relação às faces, ou decanatos, porque há dois sistemas importantes.  De qualquer maneira é uma dignidade fraca, e serve mais para falar sobre aparências superficiais.
10 Responses “Conceitos Básicos” →
  1. Huumm, entendi seu ponto.
    Eu li aquele livro de horária da DeLong e infelizmente só soube que ela é considerada fraca no assunto depois de já ter lido… Mas como toda desgraça tem seu proveito, pelo menos serviu para me apaixonar pelo assunto.
    Aproveitando a ocasião, qual (is) livro (s) de astrologia horária (em português – meu inglês ainda está lento) vc considera bons?
    Quero fazer seu curso de astrologia tradicional. Ansiosa aqui pela próxima turma.
    Abs!

    Responder
  2. Olá, Yuzuru!
    Uma dúvida: notei que vc atribui “objetos perdidos” à casa 4. Tem um pessoal (tipo Sylvia De Long) que atribui esse assunto à casa 2 (“o objeto é uma posse”). Poderia explicar-se?

    Responder
    • oi, luciana
      nao podemos ver por “um pessoal”, e sim pelas regras do método, correto? A Sylvia de long por exemplo é péssima, voce nao deveria usar o livro dela como referencia ou vai acabar aprendendo horária tudo errado.

      A casa 2 representa o objeto perdido pelas regras de horária (isso vai há mais de mil anos). Alguns autores também sugerem usar a casa 4 porque representa naturalmente o “terreno” onde estaria o objeto, mas eu nao uso essa regra porque é pouco prática na maioria dos casos.

      Responder
  3. Muito bom o seu blog😉, muito obrigada pelos ensinamentos😉 dia e vida mt feliz😉

    Responder

  4. Maria do Carmo da S.S. Ferreira

    24 de outubro de 2010

    Hoje que conheci esse blog. Adorei e vou estar sempre de olho nele! Sou bipolar e a lua, suas fases influenciam diretamente na minha vida. Não é nada psicológico. A descoberta foi meio “engraçada”. Tenho o hábito de registrar tudo que aconteceu comigo durante todo o dia. Tenho 45 anos, sou casada, mãe, enfim…e me tornei bipolar em 2003 e de lá para cá, faço tratamento com fortes medicamentos, mas que me deixam viver, normalmente. Eu sempre escrevia nas minhas agendas como eu me sentia, se eu chorava de tristeza e pq, se eu chora de alegria e pq; se estava triste, alegre, agitada, nervosa, enfim, meu humor. Só que desde a adolescência eu faço isso e nunca havia me dado conta. Eu guardei e tenho guardadas todas as agentes de 1995 até a desse anao de 2010 e os meus registros, que muitas vezes, já uso ícones como forma de registrar o meu humor. No ano de 2009 em julho, fui viajar sozinha com minha filha mais nova para o ES. Sai da minha cidade toda poderosa e me achando… 03 dias depois que eu já estava lá, comecei a entristecer e a chorar. Teclando com minha filha no msn, comentei que eu queria voltar (moro em MG), que eu não aguentava ficar lá, pois estava agitada, chorona, enfim…Daí, minha sobrinha que estava perto da minha filha mandou me dizer que eu era “mulher de fases”, assim, do nada. Dei risadas e falei que talvez fosse mesmo. Parei de teclar e fiquei pensando naquilo. Como eu estava com minha agenda do respectivo ano, fui comparando as fases da lua e o meu humor. Não deu outra. Durante 06 meses ali já estava confirmado que a lua influenciava no meu humor. Chorei tanto para vir embora, que meu marido e as duas outras filhas foram me buscar. Quando em casa cheguei, peguei as minhas agendas e de costume, sempre colo em cada mês um calendário de folhinhas de propaganda de comércio, que têm as fases da lua. Isso para eu cortar cabelo meu ou das minhas filhas… Fiz um levantamento de 1996 até julho de 2009 e levei para o meu psiquiatra. Ele afirmou que a lua exerce sim, influências nas nossas vidas: parto; maré; emocional de quem principalmente, é portador de uma doença mental. Sabendo disso, programo minha vida em cima do calendário lunar. Percebo que fico agitada, às vezes, 2 dias da lua cheia e no outro mês pode ter uma alteração nos dias…e nas outras fases também… Então sou mesmo mulher de fases! Mesmo assim, amo a lua!

    Responder
    • Oi, Maria do Carmo
      tenho uma amiga bipolar e ela obviamente é afetada pelo seu ciclo menstrual, principalmente se ele coincide com a lua cheia e perturbaçoes emocionais externas.

      Um aluno meu que já fez estágio de psicologia, disse que durante a lua cheia, no hospício, principalmente as internas ficam, digamos, “excitadas”🙂

      Entao a influencia é verdadeira. Há uma discussao entre astrólogos se essa influencia é astrologica ou puramente fisica, mas eu nao vejo muita razao para separar um efeito do outro.

      ab

      Responder
  5. Blog muito bom, não consigo parar de ler!!
    Parabéns!!!!

    Responder
  6. A lua faltou porque eu estava com a cabeça lá nela, nalu, thank you, já corregi o problema

    Responder
  7. Yuzuru, a lua faltou de propósito? Nossa, isso vai facilitar muito mesmo a vida de quem lê o blog. E às vezes acho que o povo peca mesmo é no beabá da coisa, como vc falou. Abraços.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: