O que é o temperamento ?

Publicado em 2 de dezembro de 2006

7


Muitas pessoas talvez nem tenham ouvido falar de “temperamento”, mas mesmo assim, muitos iniciantes fazem o cálculo naturalmente… sao aqueles que entram no fórum e reclamam que “eu tenho pouco ar” ou “eu tenho muita terra”. Mas infelizmente eles nao sabem que estao calculando errado !

Mas primeiro um passo atrás… o que é um “temperamento”. Costumamos falar que uma pessoa é “temperamental” quando tem um “mau temperamento”. Mas o temperamento em si nao é bom nem mal, tem suas facetas. Uma chave para se entender o significado disso é a carta da Temperança que tem o significado geral de “na medida certa”: é simbolizada por um anjo mesclando as duas jarras para criar uma combinaçao perfeita.

Temperança - Tarot

Temperamento assim, significa mistura, mas mistura do quê? Mistura dos 4 elementos, ou mais especificamente, dos 4 humores relacionados aos elementos, que existem em nosso corpo: cólera – fogo, sangue-ar, bile negra – terra e fleuma – água. Cada um prefere um humor a outro, mas na teoria o melhor seria ter uma combinaçao perfeita dos 4 humores.

Como a maioria de nós nao é perfeita, temos mais de um humor que de outro. Assim temos 4 tipos, definidos desde o tio hipócrates: coléricos, sanguíneos, melancólicos e fleumáticos.

hipocrates.jpg

Note a semelhança entre o modelo de hipócrates e o de Jung e o de 8 em 10 modelos administrativos/ educativos/ picaretivos ! Mais sobre isso no futuro.

Qual é a diferença básica e rápida entre “temperamento” e “personalidade”. Muita e pouca, depende do ângulo. Pense no temperamento como a “constituiçao básica”, aquilo que nós faz o que somos. Com um pouco de prática, você pode descobrir o temperamento da pessoa somente vendo como ela se move, e o formato do corpo. A “personalidade” é um conceito mais elusivo, depende muito da situaçao: lembre-se que persona significa “máscara” e usamos diversas máscaras ao longo de nossa vida.

Acredito que John Frawley que disse que temperamento é aquilo que as maes aprendem a perceber quando tem o segundo filho. No primeiro, é tudo descoberta, o bebê tem fome, chora, aprende coisas, etc. No segundo filho é que voce começa a perceber a diferença constituinte entre as pessoas. Fazendo exatamente as MESMAS coisas nao temos os mesmos resultados para os dois filhos, apesar do mesmo ambiente e genética. Um tem muito medo de outras crianças, outro automaticamente busca contatos. Um quando cai do brinquedo chora, o outro chuta e tenta quebrar o brinquedo.

Essa diferença entre as pessoas é muito simples, e em futuros posts colocarei métodos básicos para o cálculo.

About these ads
Marcado: